20051205

Versejando

Pirilampos: Meu amor e eu somos dois pirilampos na noite a brilhar; Somos dois namorados, os dois encantados, seu amor a mostrar; Nossa luz é brilhante, documento importante de nós dois a se amar!

Diz: Amor, diz que me ama e com sinceridade o teu amor proclama: “Te amo!”; Amor, diz me adora e que sem mim a tua alma chora: “Te adoro!”; Amor, diz que me quer e que somente tu é minha mulher: “Te quero!”; Amor, isso tudo diz que serei teu homem e serei feliz: Feliz!!..;

Quem ama não adoece: Se alguém te fere, não te padece, desculpa e esquece. Você não merece esse sofrer. Lembre-se, o espinho dilacera porque não é flor! Eu não posso ferir, sou flor, não espinho. O meu pranto é de pétalas, meu perfume é o amor. Eu te amo, segue o meu caminho. Você merece! A mulher - e Mãe! - amadurece, de amor não carece, tem a um e a outro, não te esquece, pois quem ama não adoece!

Tetrassílabos: Elemento(I): O escultor molda suas musas com as mãos. Nós, poetas, as moldamos com o coração. Sentimento(II): A mulher tornada musa, mesmo ela, em sua beleza, logo se esquece de quem lhe deu a realeza. Sofrimento(III): Quando se lacera a ferida aberta pela seta do cupido, não há nada que cure de nós, poetas, a dor que foi sentida.

Juras(na matemágica do amor é preciso uma prova!): Estas juras que tu dizes e que tu manda à mim, são elas juras tão belas, são tão doces, são singelas, que me deixam encantado de ti. Mas estas juras que tu dizes e que àos Céus tu as move, destas juras que são minhas eu quero a prova dos nove!

Mútuo encanto: Num canto eu conto em canto o meu conto. O meu conto é um encanto, meu encanto é te ter. O meu conto é a minha vida, minha vida é você. Se seu conto é igual, com o mesmo encanto, brade alto o seu canto, não me deixe morrer!

Eclipse lunar: Vistes o eclipse da Lua? Quem na rua não o viu, é porque ver a Lua, na sua rua, não saiu!

Brilho: Os pirilampos brilham na noite a se atrair. São como namorados, encantados, a se procurar. Uma mútua atração tece na noite essa união e a festa acontece numa explosão de luz. A prole vem, nasce o dia, e tudo vira felicidade; mas o dia também passa e, novamente, no Céu da noite, os pirilampos voltam a ofuscar o brilho das estrelas!

Aventura... eu tive; Amarguras.... também; Mas se hoje sou feliz é porque tenho o meu bem!

7 Comments:

Anonymous DO said...

Gostei bastante,Alvaro. Otima semana a vc. Abração!

6:24 AM  
Blogger Rodrigo said...

muito show hein cara?
belo início de semana a vc!
abçs

7:05 AM  
Anonymous Dani said...

tem horas q os comentários são dispensáveis tamanha é a beleza do que se lê...beijos doces...

8:07 AM  
Blogger Micha Descontrolada said...

q lindo, amei demais...
ai q fofo...
amor...por ele vivo.


obs: postei sobre o swho.

beijosssssssssss

9:06 AM  
Blogger Giovanni Lucato said...

Q legal o texto, simples e com belas palavras!! Otima semana pra vc,muita luz

9:34 AM  
Blogger Patty said...

Q delicia de texto!!!Vou ler de novo...Beijos e uma ótima semana pra vc.

11:26 AM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

que delícia meu querido!!
o bailar dos pirilampos e a contatação de que temos brilho se tivermos um bem...
lindo dia!!!
beijosssssssssssssss

4:42 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home