20051122

Quem procura acha!

De repente, estranhamente, o meu quintal ficou infestado de sauveiros. A troupe de galináceos garnisés nada pôde e nem pode fazer, pois essas formigas sempre agem no período noturno e, nesse horário, esse meu batalhão predador de elite já se recolheu à jabuticabeira para pernoitar.
Portanto, não houve jeito, tive que consultar o meu “Almanaque do Fazendeiro”. Se procurei mal procurado não sei dizer, pois nele não encontrei nada sobre formigas, mas, em compensação, descobri que “o rato é um perigo”. Vejam só:
“Rato só é inofensivo em desenho animado. Na vida real é uma praga. Os ratos se adaptam muito facilmente aos ambientes em que o homem vive, representando um grande perigo para nós, pois eles transmitem doenças como a peste bubônica, tifo, leptospirose, leishmaniose, salmonelose, toxoplasmose e giardíase. Eles montam a moradia perto de sua fonte de comida e usam sempre o mesmo caminho para chegar nela. Para mantê-los afastados é preciso manter tudo limpo e evitar deixar coisas de comer à disposição. Os alimentos, o lixo e as rações dos animais precisam estar bem guardados, de preferência dentro de recipientes fechados. Os ratos atacam também aves engaioladas.”
“Ratos costumam deixar pistas de sua passagem, como pegadas, pêlos, excrementos e objetos roídos. Também não baixe a guarda se encontrar um rato morto, pois eles nunca estão sozinhos. Trate de eliminar seus esconderijos vedando buracos e fendas. Alguns animais são predadores naturais destes roedores, como cães, gatos, cobras, corujas, gaviões e aves de rapina. Infestações podem ser combatidas por meio de desratização, feitas por empresas especializadas. Outro meio de combate é o emprego de ratoeiras, armadilhas com iscas envenenadas, fumigação com gases venenosos, inundação ou até mesmo o uso do fogo. Entretanto, todos os produtos que matam os ratos também envenenam as pessoas, por isso, mantenha as crianças e os animais domésticos afastados de tais produtos.”
Quanto aos ratos já estou craque, mas o meu problema continua a ser as formigas. Dada a presença dos galináceos (todos eles descendentes do finado “Ivan Denissovith”), não quero utilizar veneno para exterminá-las. Por enquanto procuro uma solução natural. Por favor, se alguém tiver algum tamanduá disponível para me emprestar, eu aceito, pois, até mesmo sarna pra coçar, quem procura acha!

1 Comments:

Blogger Ordisi Raluz said...

Eu já acabei com um sauveiro, mas essa é outra história. Tks. pela visita e comentario. Abrs.

3:54 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home