20051111

"A criança"

(Fagundes Varela)

“É menos bela a aurora,/ A neve é menos pura/ Que uma criança linda/ No berço adormecida!// Seus lábios inocentes,/ Meu Deus, inda respiram/ Os lânguidos aromas/ Das flores de outra vida!”

“O anjo de asas brancas/ Que lhe protege o sono/ Nem uma nódoa enxerga/ Naquela alma divina!// Nunca sacode as plumas/ Para voltar às nuvens,/ Nem triste afasta ao vê-la/ A face peregrina!”

“No seio da criança/ Não há serpes ocultas,/ Nem pérfido veneno,/ Nem devorantes lumes,// Tudo é candura e festas!/ Sua sublime essência/ Parece uma vaso de ouro/ Repleto de perfumes!”

“Mas ela cresce, os vícios/ Os passos lhe acompanham,/ Seu anjo de asas brancas/ Pranteia ou torna ao céu,// O cálice brilhante/ Transborda de absinto,/ E a vida corre envolta/ Num tenebroso véu!”

Depois ela envelhece,/ Fogem os róseos sonhos,/ O astro da esperança/ Do espaço azul se escoa,// Pende-lhe ao seio a fronte/ Coberta de geadas/ E a mão rugosa e trêmula/ Levanta-se e abençoa!”

“Homens! O infante e o velho/ São dois sagrados seres,/ Um deixa o céu apenas,/ O outro ao céu se volta,// Um cerra as asas débeis/ E adora a divindade,/ O outro a Deus adora/ E as asas níveas solta!”

“Do serafim que dorme/ Na face alva e rosada/ O traço existe ainda/ Dos beijos e dos anjinhos,// Assim como na fronte/ Do velho brilha e fulge/ A luz do infinito/ Aponta-lhe os caminhos!”

“Nestas infaustas eras/ Quando a família humana/ Quebra sem dó, sem crenças,/ O altar e o ataúde,// Nos olhos da criança/ Creiamos na inocência,/ E nos cabelos brancos,/ saudemos a virtude!”


2 Comments:

Blogger Micha Descontrolada said...

saudemos a vida.

beijosssssssss

1:21 PM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

que dizer???
lindo né??
beijossssssssss

10:29 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home