20070727

Desencanto

Eu tentei dar-te
Uma esperança de vida,
Isso eu tentei!
Você quis?

Eu tentei buscá-la
No abismo profundo,
Isso eu tentei!
Você quis?

Eu tentei te fazer
Viver uma vida decente,
Isso eu tentei!
Você quis?

Eu tentei dar-te
Minha alma de criança,
Isso eu tentei!
Você quis?

Eu tentei dar-te
Uma esperança de vida,
Isso eu tentei,
Você não quis!

Eu tentei buscá-la
No abismo profundo,
Isso eu tentei,
Você não quis!

Eu tentei te fazer
Viver uma vida decente,
Isso eu tentei,
Você não quis!

Eu tentei dar-te
Minha alma de criança,
Até isso tentei,
E nem ela você quis!

Labels:

2 Comments:

Blogger Nena said...

Tente com outra, bobinho...
hihihi...

Não serve? tem que ser essa?

Boa sorte então!

(Álvaro, muitas saudades de vc, ó meu comentarista predileto!)


beijão

7:06 AM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Mas o que vale são as tentativas, não desistir nunca...
Triste esse poema né meu amigo? Putzz, eu achei :-(
Linda semana procês com carinho
beijos

*tenho sentido falta das suas visitas :-(

5:47 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home