20060606

"Canção para Eleonora"

(Thiago de Mello)

Para a tua mão pequena,
trago o milagre da pétala
orvalhada da açucena.
Para as ondas dos teus peitos,
trago a vertigem salgada
da qual os mares são feitos.
Para o sol dos teus cabelos,
trago a sombra que incendeia
o olhar dos escaravelhos.
Para a tua boca aberta,
onde a palavra é canção,
trago, de amor renascida,
a flor do meu coração.

Recife, 1986
na madrugada do mar.

Poema retirado do livro "Num campo de margaridas"
Philobiblion Livros de Arte Ltda, 1ª Edição, 1986.

8 Comments:

Anonymous Márcia(clarinha) said...

Que feliz retorno meu querido.
Belo poema!!
Também senti saudades, mas fico feliz em saber que está tudo bem e apenas o trabalho afasta você dos amigos.
Se cuida!
beijosssssssssss

6:37 PM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Álvaro querido,
deve ser lindo olhar o céu cheio de balões coloridos,um grande espetáculo,é nacional o campeonato?
Pois é não se fala de outra coisa que não seja a copa, e bora fazer "bolões" tomara vc fature algum,rss
Lindo findi,
beijossssssssssss

11:42 AM  
Anonymous ordisi said...

Espero um dia dar novamente uma pousadinha em SDRK. Mas depois do festival de balões, é claro. Abraço Álvaro. Bonito poema o do post.

3:23 PM  
Anonymous pattyalves said...

Olá pessoa especialíssima,
Voltei a blogar qdo sentires vontade passa pra tomar um café comigo, tá? ...rs
Um beijo
www.palavras1.blogspot.com

11:57 AM  
Blogger reflexoes depois said...

no mar e na madrugada a inspior~ção chegou leve e tornou a produção bela... Beijos

9:42 PM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Álvaro?
Tudo bem por aí?
Dá um oi, faz sinal de fumaça, sei lá.....mas dá notícia né?
beijosssssssssss

3:22 PM  
Anonymous Ordisi said...

Ia passar por Rio Claro hoje, mas fui até Tietê. É rio tb, uai, hehehe. Abrs.

5:40 PM  
Anonymous Ordisi said...

Essa meditação está levando vc. para longe demais da gente, pô! Que tal voltar à nossa modesta esfera?

:)

Abrs.

9:55 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home