20060324

Brasil, Brasil...

Quando meu filho Bobby estava cursando a 3ª série do Ensino Fundamental. Em comemoração aos 500 Anos do Descobrimento do Brasil, sua professora decidiu montar um jogral envolvendo toda a classe. Os pais deveriam sugerir idéias sobre esse tema. À noite, todo pimpão, ele veio me contar essa história e pedir a minha ajuda. Como idéias não me faltam, lhe disse: Bobby Filho, faz assim: Primeiro divide a classe em vários grupos: os descobridores (portugueses), os duplamente descobertos (índios), os trasladados (escravos negros), os invasores estrangeiros (franceses e holandeses), os imigrantes (italianos, espanhóis, alemães, japoneses, etc...), e, por último, a mescla do povo atual (todos nós!). Distribui os textos e os trajes típicos para cada grupo; em seguida a peça é encenada assim: os portugueses dizem: ‘Brasil, Brasil, quem foi que te descobriu?’; os índios respondem: ‘Pelo vosso bem e pelo nosso mal, quem nos descobriu foi Pedro Álvares Cabral!’; os portugueses indagam novamente: ‘Brasil, Brasil, quem foi que te descobriu?’; e os escravos negros respondem: ‘Pelo vosso bem e pelo nosso mal, quem o descobriu foi Pedro Álvares Cabral!’; os portugueses novamente: “Brasil, Brasil, quem foi que te descobriu?’; e os invasores estrangeiros: ‘Pelo vosso bem e pelo nosso mal, quem chegou primeiro foi Pedro Álvares Cabral!’; os portugueses de novo: ‘Brasil, Brasil, etc e tal?’; e os imigrantes: ‘Pelo nosso bem e pelo vosso mal, quem o descobriu foi Pedro Álvares Cabral!’; ao final, ainda os portugueses: ‘Brasil, Brasil...?’; e nós, o povo atual: ‘Pelo vosso bem e o nosso também, quem o descobriu foi Pedro Álvares Cabral!’. Também salientei ao Bobby Filho que, nos interstícios históricos correspondentes, cada grupo faria uma pequena dissertação histórica do período envolvido: o descobrimento, a colonização , a escravidão, a imigração, etc, etc, etc...; a Colônia, o Império, a República, etc, etc, etc...; mas parece que ele não gostou da minha idéia; mal a ouviu, e respondeu: “Pai, você está maluco, o que isso tudo quer dizer?” “Idéia de gênio, esta minha - continuei; afinal de contas, sobre a história do Brasil, o quê todo mundo aprende na escola e jamais esquece?” - ele respondeu: “Que quem descobriu o Brasil foi Pedro Álvares Cabral!” Daí, concluí: “Então...”. Ele saiu de mansinho e foi buscar a lista telefônica. Retornou e começou a folheá-la: “f, g , H, achei!...”. E eu retruquei: “Bobby Filho, o que você está procurando?”. E ele, descaradamente, disse: “O telefone do hospício!”. Estes nossos filhos têm cada idéia...

2 Comments:

Anonymous ordisi said...

Quá!!! Teu filho é uótimo. Parabéns. Pra ele, pô!

3:12 PM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Esse é o seu garoto,adorei!!
Você achou mesmo que ele ia seguir seus conselhos? achou? então tá doidinho de pedra,kkkkkk
lindo findi,
beijossssssssssss

12:08 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home