20050927

Almas Gêmeas

Sônia, meu bem,
Que outrora me quis
E que agora me tem!

Também vos digo se somos ou não
Almas gêmeas no exercício de amar,
Ou mesmo elas, no exemplo do amor;

Ou se estamos apenas
Alimentando essa fornalha
De querer se ter um ao outro!

Sônia, meu bem, vos digo também
O que os anjos alados, em meu socorro,
Vieram me dizer ao pé-do-ouvido:

"Amigo, não se questione: nada ocorreu de melhor
Que vocês dois terem tido, no Dia dos Namorados,
Os vossos corações varados, pela seta do cupido!

Fopram flexados no coração, continuam juntos,
E se ainda estão, um ao outro presos, unidos,
Por 18 anos seguidos, nos 18 anos passados...

...Foi porque..."

Sônia, meu bem, antes de terminar,
Admita sem vacilar que os anjos existem
E que eles estão a nos rodear;

E se assim for, se assim você acreditar,
Pergunte ao anjo que está perto de mim,
Pergunte a Vehuliah, o primeiro Serafim

Ou mesmo à qualquer outro anjo,
Àquele que mais lhe agradar,
Que a sua resposta ele...

...Não negará!

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home