20070301

Vendendo o peixe

Um primo meu começou a manifestar o Mal de Parkison há uns poucos anos atrás. Ele nasceu em 1950 e atualmente está com apenas 56 anos de idade. Muito incomodando por esse problema - pois sua atividade profissional é mecânico de autos - desde que começou a sentir os efeitos dessa doença ele procurou ajuda médica, já tendo passado, nesse período, por diversos neurologistas. Recentemente fiquei sabendo que no momento ele está se tratando com um especialista nessa doença que lhe passou, como recomendação médica, a dieta contida no texto abaixo, de autoria do Prof. Dr. Cícero Galli Coimbra, Médico Neurologista, Professor Livre-Docente da UNIFESP, fone: (11) – 5908-5969:

“São Paulo, 12 de Setembro de 2006.
Prezado Sr(a) paciente (ou familiar) desta clínica:
A dieta aconselhada encontra-se modificada a partir de setembro de 2006 com o objetivo de evitar alimentos contendo neurotoxinas denominadas ‘aminas heterocíclicas´, as quais foram implicadas na doença de Parkinson e na ocorrência de câncer por diversos estudos. Essas substâncias são neurotóxicas, cancerígenas e pró-inflamatórias, formando-se em todos os diversos tipos de carnes (vermelhas ou brancas – especialmente na carne de aves) durante o seu cozimento , principalmente (mas não somente) quando ele é feito sob temperaturas mais altas (atingidas ao grelhar, fritar ou refogar). Também as carnes processadas (salsichas, linguiças, e outros frios) contêm essas toxinas. Assim, recomenda-se a substituição desses produtos por proteína de soja. O peixe cozido sob a forma de ensopado tem menor quantidade dessas toxinas. Está indicada uma dieta que pode conter ovos (cozidos levemente, com gema mole e não rompida), leite e derivados (com preferência para queijos brancos em detrimento dos amarelos), mas constituída principalmente à base de vegetais (saladas, frutas, sucos, e proteína de soja).
Os vegetais em geral não somente são alimentos livres de aminas heterocíclicas (mesmo quando gelhados), mas também a clorofila neles contida reduz a absorção dessas toxinas presentes em outros alimentos, se ingeridos concomitantemente. Observa-se apenas que a banana, se ingerida em grandes quantidades, pode constituir-se em uma fonte significativa dessas toxinas. A clorofila presente nas verduras reduz a absorção de aminas heterocíclicas presentes em outros alimentos. Por outro lado, o chá verde e o chá preto (assim como sucos de frutas diversos) possuem substâncias que ajudam na elininação de aminas heterocíclicas já absorvidas."
Hoje, só estou vendendo o peixe, pois eu, esposa e filho adolescente já estamos completamente vegetarianos ovo-lacto há mais de dois anos, e satisfeitos....; mas, enfim, agora, até os estudos científicos da área de saúde indicam haver, até para pevenir, quem disso mesmo precise!
Então é isso...

5 Comments:

Anonymous Márcia(clarinha) said...

Muito bom ter colocao aqui esse exclarecimento, gostei de saber o que já sabia mas não dava muita importância, acho que chegou a hora de mudar mesmo, para o bem estar e vida longa livre de doenças.
Tomara seu primo esteja bem e melhor.
lindos dias querido,
beijosssssssss

5:28 AM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

AFF! escrevi tudo errado, credo!
desculpe os erros, rssss
beijossssssssss

5:29 AM  
Anonymous ordisi said...

Lá vou de chazinho. Mas o que sufoca mesmo é o IR. Tens razão, Gafanhoto.

Abraços sem toxinas.

8:21 PM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Querido Álvaro, por lá dei um tempo por aqui deixo carinho,
beijosssssssssss

2:01 PM  
Anonymous Ordisi said...

Vc tb tá hibernando? Pô, Gafafanhoto!

Abraços de verão.

8:52 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home