20070118

Um poema de Han-Shan

Como a água límpida que brilha como uma pedra preciosa,
E cuja transparência permite enxergar claramente o fundo,
É a Mente, dentro da qual nenhuma coisa existe;
Por isso os objetos exteriores não conseguem movê-la,
Já que ela não é imutável.
Se conseguirdes compreender isso
Terás obtido a Sabedoria que ultrapassa os opostos.


Obs: Han-Shan (Montanha Fria) foi um poeta chinês do século VII. Seu nome está associado ao Zen-Budismo, sendo-lhe atribuídos 311 poemas. Foi divulgado no ocidente através de poetas da beat generation (beeteneeks) dos anos 50, em especial Gary Snyder e Jack Kerouac. Apaixonado pela liberdade, Han-Shan entregou-se a um trabalho interior de solidão sem se deixar levar pelas rotinas das religiões ou das filosofias estabelecidas. Seus poemas revelam claramente a Iluminação por ele atingida, e muitos Mestres os têm tomado como tema para seus sermões.

2 Comments:

Blogger Advi Morena said...

Ler poemas é tão bom.
E nossa q história é essa. O cara se isolou todo!
Quem dera eu !

Ah adorei o comentário! Pode deixar q eu vou dar uma olhada! Amo ler de tudo!!!

Mil beijos
E te linkei tá?!?

11:03 AM  
Blogger Advi Morena said...

Eiii adorei o coment!!!
Very Much thanks!!!
Kiss

10:33 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home