20070119

"A sabedoria dos Homens Santos"

"Há três tipos de sabedoria:
Um primeiro tipo de sabedoria é aquele em que as pessoas simplesmente reconhecem a vida de seu corpo material. Assim, também acreditam que devem desfrutar todos os prazeres que essa vida lhe der. Se, depois da morte, tem ou não outra vida espiritual, elas não sabem. Essa é a sabedoria das pessoas do momento: “Aproveite bem a sua vida!”.
Um segundo tipo de sabedoria é aquele em que as pessoas conseguem perceber que em seu corpo habita um espírito; que, um dia, esse corpo vai se acabar e que, por isso, precisam purificar o espírito o quanto antes, para que ele consiga retornar para sua essência original, para o lugar de onde veio.
Um terceiro tipo de sabedoria é o daquelas pessoas que sabem que a vida neste corpo é muito importante, pois somente através dele é que o espírito vai conseguir se desenvolver e realizar algo para as demais pessoas deste mundo. Depois de cumprida essa tarefa esse espírito poderá retornar a Deus. Essa é a sabedoria dos Homens Santos.
Um Homem Santo sabe qual é a missão que lhe cabe desempenhar. Não vem para este mundo simplesmente para viver nele, mas que precisa da vida de um corpo para completar sua missão. Todo ser humano tem uma missão. O problema é que hoje ele não consegue superar o nível da cultura da humanidade e, por isso, não consegue completar essa sua missão.
Foi para isso que os Homens Santos vieram para esse mundo, para orientarem a humanidade na transformação da compreensão que temos de nossa própria vida e que direção devemos dar à ela. Pelo livre-arbítrio, essa decisão é nossa e, a partir dessa direção, trilharemos o caminho de busca da verdade.
Na busca da verdade é preciso haver três condições básicas: sinceridade; um coração eterno (perseverante); e um coração forte, que não tema o sofrimento e que seja capaz de superar os obstáculos que se apresentem à sua frente. Quando dispomos dessas três premissas, então encontramos a verdade.
Buscar a verdade é uma felicidade, porque aí conseguimos enxergar o nosso lado ignorante e também ver a nossa própria consciência. É daí que a sabedoria brota, assim como também a libertação. O que restringe o ser humano é justamente a sua ignorância para que consiga libertar-se. O sofrimento é simplesmente o fruto de nossa própria ignorância. Se nos esforçarmos, com sinceridade no coração, perseverança e força, atingiremos um resultado: a transformação do próprio destino.
A humanidade vive hoje num deserto em relação à Verdade, um deserto que não tem uma trilha que possa ser identificada, pois a areia vai e vem; por isso as dunas são móveis, ou seja, não há um caminho fixo. Então, em que se orientar? Tudo neste mundo muda. A sociedade e as pessoas mudam. Há somente um tipo de coisa que não muda: a verdade dos Homens Santos. No deserto precisamos nos orientar pelo sol e pelas estrelas. Quem estuda História sabe que as culturas da humanidade sempre sofreram constantes transformações. Somente a cultura dos Homens Santos não se transforma. Por isso, a direção que buscamos é a deles."

5 Comments:

Anonymous Márcia(clarinha) said...

Saudemos os Homens Santos e sua sabedoria!
Carinho meu nesse final de semana,
beijosssssssss

5:53 PM  
Blogger Advi Morena said...

Nossa!!! Que ótimo texto!
Como disse minha amada Má, salve salve esses Homens Santos!
Mil beijos

2:56 PM  
Anonymous Pedro Pan said...

, tantas sabedorias. e eu busco aprender a cada dia, com todos, com tudo...
|abraços meus|

11:53 AM  
Anonymous Pedro Pan said...

, estamos revesando. boas férias meu caro!...
|abraços meus|

4:51 AM  
Anonymous Ordisi Raluz said...

Sem dúvida, meu amigo Gafanhoto, hibernar é apenas estar num outro estado. A alma inquieta não pára e sempre receberá a atração das empatias e simpatias que governam o tão real virtual.

Tentarei ir voltando ao normal. Prazer em revê-lo.

Abração a você e aos seus.

11:56 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home