20061121

Vendendo o peixe!

Sempre guiei os meus passos no caminho do bem, lavrando o solo fértil, fazendo o plantio, anelando a força criadora, esperando, e, depois, obviamente, colhendo o verdadeiro fruto dourado da alquimia celestial.
Esta pequena introdução é pertinente, pois, no dia 11 de Julho de 2000, às 21 horas, no teatro do Centro Cultural “Roberto Palmari”, aconteceu o lançamento do primeiro CD de minha amiga Mônica Marina, intitulado “Uma Voz na Noite”, com a realização de grande show beneficente. A entrada foi franqueada em 1 Kg de alimento que foram entregues ao “Nosso Lar” e “Rede Feminina de Combate ao Câncer”. O CD contêm 12 músicas: 4 inéditas (“O inverno, eu e você”, “Tempo de Mudar”, “Para Sempre” e “Ziguezagueando”) e 8 regravações de sucessos da MPB (“O Bêbado e a Equilibrista”, “As Rosas não Falam”, “Ovelha Negra”, “Como nossos Pais”, “Você Abusou”, “Gostoso Demais”, “Bem que se Quis”, e “Andança”).
Sua produção foi do Fernando Gonçalves, profissional - músico e maestro - extremamente competente, que reuniu nesse trabalho músicos com larga experiência no acompanhamento de artistas de renome nacional. Também participam do CD os músicos rio-clarenses Aquiles Faneco (guitarra) e Luciano B. Filho (teclados), e Emílio Martins (percussão), de São Carlos. As composições inéditas são de Fernando & Mônica, Adão Gonçalves (pai do Fernando), PB (que hoje deve estar batalhando seu CD "Panela de Barro" e outras músicas, no Rio de Janeiro) e este escriba (que colaborou em duas das letras inéditas).
Este CD teve apenas 2000 cópias e foi produzido a título de divulgação. Sua produção foi séria e competente, do Fernando, dos colaboradores, dos patrocinadores; e do carisma e talento de Mônica Marina, em sua notável interpretação. Na ocasião, para Mônica Marina dediquei estes versos num dos cartazes de divulgação desse CD: Estrela// De uma estrela do céu/ Uma centelha de luz, peregrina,/ Ao solo da Terra desceu/ E, estrela na noite,/ Fez-se Mônica Marina,/ Centelha de luz que cresceu!
Naquele dia eu recebi flores, o teatro esteve lotado, foi um show e tanto, a carreira artística e musical deles dois continua ativa, de vento em popa, agora separados, mas, enfim, é a vida ... e nem me parece que já se passaram mais de seis anos, pois hoje esse tema me veio à lembrança.

1 Comments:

Anonymous Márcia(clarinha) said...

Lindos versos que mereceram as flores que ganhou.
Estarem separados não interrompe uma carreira de belas canções e perfeito trabalho, que cada um continue seguindo pela estrada do sucesso alegrando quem os ouve.
Bonito ver amigos fazendo artes né?
Parabéns Álvaro, você é especial mesmo...
lindo dia
beijossssssssss

9:25 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home