20061213

Rô, Rô, Rô...

No Natal de 1897 uma garotinha de 8 anos chamada Virgínia O. Douglas, filha de um médico de New york, nos Estados Unidos, escreveu uma carta para o jornal "The Sun" perguntando se Papai Noel existia. O jornal publicou sua carta e a resposta do editorialista Francis Church. Foi um sucesso tão grande que esse jornal reproduziu-a todos os anos, na época do Natal. Esse fato tornou-se famoso na imprensa mundial.
Em uma época natalina eu recebi de alguém muito especial um cartão grande de Natal exatamente com uma cópia desse texto. E, agora, para satisfazer a curiosidade dos que lerem este post vou transcrever aqui alguns trechos dessa resposta:
"Sim, Virgínia, Papai Noel existe. Isso é tão certo como a existência do amor, da generosidade e da devoção, e você sabe que tudo isso existe em abundância trazendo mais beleza e alegria à nossa vida. Seria triste um mundo sem Papai Noel, tão triste quanto não existir Virgínias. Não haveria então a fé das crianças, a poesia e a fantasia para fazer a nossa existência suportável. Não teríamos alegria e nem prazer a não ser com os nossos sentidos. Seria preciso ver e tocar para poder sonhar. A transparente luz das crianças, que inunda o mundo, seria apagada. Não acreditar em Papai Noel é o mesmo que que não acreditar em fadas. Você por acaso já viu fadas dançando no jardim? Claro que não, mas não há provas de que elas não estejam por lá. As coisas mais reais do mundo são aquelas que niguém vê. Existe um véu cobrindo esse mundo invisível e somente a fé, a poesia, o amor e a fantasia podem abrir essa cortina e desvendar a beleza e a glória celestiais que existem por trás dela. Virgínia, Papi Noel existe! Graças a Deus ele vive, viverá e para sempre continuará a fazer feliz o coração das crianças."
E quem ousar disso duvidar, que espere até o Natal chegar!

2 Comments:

Anonymous Márcia(clarinha) said...

E ele está encarnado[como sua roupa] nos amigos que temos orgulho em fazer,nos dias de sol, nas noites de lua, em cada sorriso de criança, em cada braço abraçado dos pais, em cada beijo na boca amada e até nas pastilhas Valda que devoramos aos montes só pra depois beber água e essa ficar bem geladinha,rssss
linda noite querido
beijosssssssssss

5:39 PM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

E amanhã é sexta e depois será e hoje por acaso foi e ontem também, ai,ai...viva a sexta!!!!
Que façamos de todos os dias a sexta que nosso coração quiser.
beijosssssssssssss

1:14 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home