20060209

Navegando com Gibran

"E da mesma forma que ele [ o Amor] sobe a vossa altura e acaricia vossos ramos mais tenros que se embalam ao sol, assim também desce até vossas raízes e as sacode no seu apego à terra. Como feixes de trigo, ele vos aperta junto ao seu coração. Ele vos debulha para expor vossa nudez. Ele vos peneira para libertar-vos das palhas. Ele vos mói até a extrema brancura. Ele vos amassa até que vos torneis maleáveis. Então, ele vos leva ao fogo sagrado e vos transforma no pão místico do banquete divino. Todas essas coisas, o amor operará em vós para que conheçais os segredos de vossos corações ..." (Gibran Kahil Gibran)

5 Comments:

Blogger Ordisi Raluz said...

Por sorte, Álvaro, vi seu comentário na minha página em longas obras do blogspot. Para navegar corretamente, reprograme seu GPS para http://ordisiraluz.zip.net. Valeu, e mantenha a pressão 12/8. :)

4:20 PM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Não há juiz que decrete um minuto de silêncio para mim, só falta do que falar mesmo,ando com fastio de idéias....credo!!
Bela mensagem do Mestre Gibran.
lindo findi meu querido,
beijosssssssssss

9:54 AM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Meu querido,
entendi sua explicação complicada que nem acabou de dar e tascou o dedo no enter,rsss
linda semana..
beijosssssssssssssss

7:10 AM  
Blogger Jackie said...

Olá Álvaro! Ah coração... esse ai, não tem como não sofrer nem o sentir.... lindo poema! Um bjo!

8:01 AM  
Anonymous Ordisi Raluz said...

PinGuço agradece ao poético comentário, hehe. Abrs.

11:30 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home